portuguêsdeutsch

Movimento I, parado é suspeito

Sábado, 20 de maio de 2017, às 20 horas


© Lara Carvalho


© Lara Carvalho


© plattformPLUS


Qual jovem negro periférico nunca ouviu a seguinte frase: negro parado é suspeito, negro correndo é ladrão? Muitas vezes esta frase, recorrente entre as conversas, surgia como um conselho e preocupação vinda dos mais velhos. Pois, é a partir deste imaginário bem real da vida dos corpos negros que surge o ponto de partida para esta criação coreográfica. Nela revelam-se os preconceitos racistas para com a população afro-brasileira. De que maneira reage o corpo à discriminação, violência e racismo institucionalizado? A peça/performance integra elementos da diáspora africana, como os griots (contadores de histórias) sem voz nos livros de história, e as intervenções da polícia que sempre culpam os negros. A percussão também ocupa um papel importante, servindo de memória através da qual o bailarino conta e reconta a história. A performance quer dar uma voz ao corpo e ao instrumento um corpo.

 

A seguir,  artistas, especialistas e público irão debater sobre o racismo. A noite acaba com um concerto da cantora brasileira Dandara Modesto.

Entrada: 18/10 €

 

Theater HochX München 

Entenbachstraße 37

Tel. 089 / 90 155 102

www.theater-hochx.de

 

Performance com Denilson Oliveira, Lenna Bahule, Mario Lopes, Paulo Monarco | Coreografia: Mario Lopes | Concepção: Denilson Oliveira e Mario Lopes | Vídeo: Victor Pardinho | Produção: Clara Holzheimer

 

O coreógrafo brasileiro Mario Lopes apresenta de 18 a 20 de maio com a plattformPLUS – uma plataforma de intervenções artísticas e encontro internacional – performances de dança e discussões sobre corpos estranhos, racismo e conflitos com normas.

 

Programa:

ALBUM kodex_feedback 

Quinta-feira, 18.05.2017 às 20:00 horas – Estreia

& Sexta-feira, 19.05.2017 às 20:00 horas 

 

Uma produção da plattformPLUS em cooperação com Tanztendenz München e.V.

Com o apoio do Instituto Goethe Munique, do departamento cultural da cidade de Munique, de Lusofonia e.V. e da fundação Friedrich-Ebert.

Logo_Tanztendenz  Logo_Goethe_Institut  Logo_Friedrich-Ebert-Stiftung